Notícias da Igreja

Papa a novo bispo: seja misericordioso nas palavras e atitudes

“A Igreja e o mundo precisam de muita misericórdia. Ensine aos presbíteros, aos seminaristas o caminho da misericórdia”: foi uma das exortações do Papa a Dom Angelo De Donatis, na missa de ordenação episcopal do novo bispo auxiliar de sua diocese.

A ordenação foi feita pelo Pontífice na Basílica de São João de Latrão, na tarde desta segunda-feira, na Dedicação da basílica papal. De fato, a Diocese de Roma viveu uma tarde de grande alegria com a ordenação do seu mais novo bispo auxiliar.

Desenvolvendo a homilia na qual refletiu sobre o múnus episcopal e a alta responsabilidade eclesial deste, Francisco recordou que, efetivamente, no ministério do Bispo “Cristo não cessa de anunciar o Evangelho e de oferecer aos crentes os mistérios da fé. É Ele que, pelo múnus paterno do Bispo, acrescenta novos membros ao seu Corpo, que é a Igreja. É Ele que, pela sabedoria e prudência do Bispo, vos conduz, ao longo da peregrinação terrena, para a felicidade eterna.”

Dirigindo-se diretamente a Dom Donatis, Francisco lembrou-lhe que o Episcopado é um serviço e não uma honra; “o bispo deve distinguir-se mais pelo serviço prestado que pelas honrarias recebidas”.

“Prega a palavra de Deus, quer agrade, quer outras vezes desagrade. Admoesta, mas sempre com doçura”, acrescentou. Exorta com magnanimidade e doutrina.

“Suas palavras sejam simples, que todos possam entender, que não sejam longas homilias. Permito-me de dizer-lhe: recorde-se de seu pai, como ficou feliz por ter encontrado perto de onde se estava outra paróquia onde se celebrava a missa sem a homilia! Que as homilias sejam a transmissão da graça de Deus: simples, que todos entendam e todos tenham a vontade de se tornar melhores.”

Na Igreja que lhe foi confiada – e aqui em Roma, de modo especial gostaria de confiar-lhe os presbíteros, os seminaristas: você tem esse carisma! “Lembre-se sempre do Bom Pastor, que conhece as suas ovelhas e é por elas conhecido, e que não hesitou em dar a vida pelo rebanho.

Ame com amor de pai e de irmão todos aqueles que Deus lhe confiou, como lhe disse, sobretudo os presbíteros  e os diáconos, os seminaristas; mas também os pobres, os indefesos e aqueles que precisam de acolhimento e de ajuda.

Francisco pediu ainda ao novo bispo que não se esqueça de ter grande atenção aos que não pertencem ao único rebanho de Cristo, porque também estes lhe foram confiados pelo próprio Cristo.

“E próximo do início do Ano da Misericórdia, peço-lhe – como irmão – que seja misericordioso. A Igreja e o mundo precisam de muita misericórdia. Ensine aos presbíteros, aos seminaristas o caminho da misericórdia. Com palavras, sim: mas, sobretudo, com suas atitudes. A misericórdia do Pai que sempre recebe, que sempre tem espaço em seu coração, jamais expulsa alguém. Espera sempre. Isto lhe desejo: muita misericórdia”, acrescentou o Papa.

Em 14 de setembro passado Dom Angelo De Donatis foi nomeado bispo auxiliar de Roma. Por fim, recordamos que durante a Quaresma do ano passado ele fizera as meditações para os Exercícios espirituais propostos ao Papa e à Cúria Romana.

Fonte: Rádio Vaticana

PALAVRA DO BISPO

Dom Walmor

EVENTOS

SuMoTuWeThFrSa

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹nov 2020› »