Notícias da Diocese

Morre aos 84 anos o Monsenhor José Justino de Almeida

Morreu na manhã desta terça-feira (13), aos 84 anos, o Monsenhor José Justino de Almeida, ex-pároco a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Olindina. Monsenhor Justino estava internado no Hospital das Clínicas de Alagoinhas desde o dia 26 de junho. O corpo será velado na igreja matriz de Olindina até às 16h de amanhã (14), quando haverá missa e o sepultamento.

Sobre Monsenhor Justino

Monsenhor Justino, 84, era natural de Conde, Bahia, mas viveu boa parte de sua infância e juventude na cidade de Alagoinhas. Ingressou no Seminário Central de Salvador onde fez os cursos de Filosofia e Teologia. Foi ordenado padre no dia 28 de novembro de 1965 pelo Cardeal Dom Augusto Álvaro da Silva. Foi vigário paroquial de Nova Soure entre os anos de 1966 e 1968, sendo responsável pela preparação a futura paróquia de Olindina, que foi criada em 1969. Durante mais de 40 anos foi pároco de Olindina, dando assistência também às cidades de Crisópolis, Ribeira do Amparo, Itapicuru e Cipó.

Veja nota divulgada pela Diocese de Alagoinhas:

A Diocese de Alagoinhas, na Bahia,  manifesta seu pesar pelo falecimento de Monsenhor José Justino de Almeida, ex-pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Olindina, 84 anos, ocorrido na manhã desta terça-feira (14), no Hospital das Clínicas de Alagoinhas. 

Natural da cidade de Conde – BA, Monsenhor Justino atuou por mais de 40 anos como pároco de Olindina. Ocupou ainda a função de vigário paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Nova Soure. Em Olindina foi responsável pela construção da nova igreja matriz, casa paroquial, dezenas de capelas, além da Casa da Criança, instituição à qual sempre se dedicou com carinho especial. Padre Justino, como era carinhosamente chamado, ainda prestou assistência aos municípios de Crisópolis, Itapicuru, Cipó e Nova Soure. 

Monsenhor Justino doou mais de 50 anos de sua vida com amor e dedicação no serviço ao bom povo desta cidade de Olindina e como o Apóstolo Paulo com certeza ele hoje se apresenta reafirmando: “Combati o bom combate, completei a corrida, guardei a Fé” 2TM 4, 7. Que o seu testemunho e dedicação, sobretudo aos mais sofridos, a exemplo do amado Gilberto, de quem cuidou até os últimos dias de vida, seja para todos nós inspiração para continuar servindo e lutando por uma sociedade mais justa. 

Manifestamos nossa solidariedade, unindo-nos fraternalmente aos familiares de Monsenhor Justino, ao povo da Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Olindina e de todas as demais paróquias da diocese que estão enlutadas. Nessa terça-feira, Festa de São Camilo de Lelis, renovamos nossa profissão de fé em Jesus Cristo morto e ressuscitado e reafirmamos: “Cremos na ressurreição dos mortos e na vida eterna. Amém!”

Dom Paulo Romeu Dantas Bastos

Bispo Diocesano 

 

 

1 Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

PALAVRA DO BISPO

Dom Walmor