Notícias da Igreja

“É preciso diálogo e tolerância”, disse dom Leonardo sobre atentados na França

Aproximadamente 1,6 milhão de pessoas participaram de manifestação pela liberdade e democracia, na Praça da República, após atentados na França. As 17 pessoas mortas nos ataques, entre elas os profissionais que morreram em um atentado contra a sede do jornal “Charlie Hebdo”, foram homenageadas durante o ato, no domingo, 11.

Em entrevista à Rádio Vaticano, o bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leonardo Steiner, comentou sobre os atentados em Paris. Para o bispo, a intolerância religiosa está na raiz do problema e, que a solução passa pelo diálogo.

“Quando a religião se torna intolerante, ela não admite crítica, diversidade. E isso é grave. Estamos, hoje, crescendo no mundo com uma espécie de intolerância religiosa não só quanto ao islamismo, há outros exemplos também. Acredito que está chegando o momento, como o papa Francisco tem acentuado e a Igreja sempre tem feito um grande esforço, de dialogar sempre mais, sempre mais”, disse dom Leonardo.

Para o secretário, o diálogo é o único caminho para mostrar a grandeza da fé de cada uma dessas expressões religiosas. “E essa grandeza precisa vir à tona para não se tornar uma ideologia”, expressou o bispo.

Com informações da Rádio Vaticano

PALAVRA DO BISPO

Dom Walmor

EVENTOS

SuMoTuWeThFrSa

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹nov 2020› »