Notícias da Diocese

Carta sobre o Ano Santo da Misericórdia é divulgada em paróquias da diocese

Uma carta elaborada pelo bispo diocesano de Alagoinhas, Dom Paulo Romeu, acerca do Ano Santo Jubilar da Misericórdia está sendo distribuída nas 34 paróquias da diocese. Na carta, o bispo conclama os fiéis a participarem de forma ativa deste momento especial para toda a Igreja.

Confira a carta na íntegra:

Alagoinhas(BA), 22 de novembro de 2015.

Prezado Irmão, Prezada Irmã,
Paz em Cristo!

“ MISERICORDIOSOS COMO O PAI ”

O Papa Francisco, surpreendendo toda a Igreja, instituiu o “Jubileu Extraordinário da Misericórdia”.

Significa dizer que, a partir de 08 de dezembro de 2015, Festa da Imaculada Conceição, até 20 de novembro de 2016, Festa de Cristo Rei, estaremos vivendo um “ANO SANTO “.

A Igreja de Alagoinhas, em sua Missão de Serva e Companheira do Povo, neste Ano Santo, deverá mostrar o Rosto Misericordioso de Deus, revelado a nós em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Com esta iniciativa a Igreja, através do Papa Francisco, quer que:

a) Abramos nosso coração à escuta da Palavra de Deus e deixemo-nos conduzir pela virtude da Misericórdia.
b) Sejamos “Misericordiosos” com os irmãos e irmãs, como Ele é Misericordioso conosco.
c) Experimentemos o Amor de Deus, e cantemos com o Salmista: “Demos graças ao Senhor, porque eterna é a Sua Misericórdia!” (Sl 136).
d) Recebamos a “ Indulgência “ – Clemência/Perdão de Deus, pelos erros e ofensas cometidos.
e) Manifestemos a Ternura do Bom Pastor: nas atitudes do coração, nas ações pastorais, nos encontros com as Comunidades e com o Povo.
f) Convidemos todos, indistintamente, a aproximar-se da Fonte da Misericórdia, que é Cristo Jesus, sobretudo, através do Sacramento da Eucaristia e da Reconciliação.
g) Acolhamos as “Surpresas” que o Senhor nos oferece, a fim de proclamarmos, com Alegria e Esperança, a Sua Misericórdia.
h) Façamos uma Peregrinação para passar pela Porta Santa , deixando-nos “abraçar pela Misericórdia de Deus”.

“Este é o momento favorável para mudar de vida! Este é o tempo de se deixar tocar o coração. Diante do mal cometido, mesmo crimes graves, é o momento de ouvir o pranto das pessoas inocentes espoliadas dos bens, da dignidade, dos afetos, da própria vida. Permanecer no caminho do mal é fonte apenas de ilusão e tristeza. A verdadeira vida é outra coisa. Deus não se cansa de estender a mão. Está sempre disposto a ouvir, e eu também estou, tal como os meus irmãos bispos e sacerdotes. Basta acolher o convite à conversão e submeter-se à justiça, enquanto a Igreja oferece a Misericórdia.” (Misericordiae Vultus, 19)

Na Celebração de Abertura, na Catedral de Santo Antônio, anunciarei as “ SEIS IGREJAS PAROQUIAIS”, escolhidas para Peregrinações: (Alagoinhas – Catedral Santo Antônio, Nova Soure – N. Srª. da Conceição, Crisópolis -Santuário Divina Misericórdia, Pojuca – Bom Jesus da Passagem, Acajutiba – N. Srª. das Candeias, Conde – Santuário N. Srª. do Monte), para que, em toda a Diocese, o Povo tenha possibilidade de fazer sua Peregrinação, atravessar a Porta Santa, deixar-se abraçar pela Misericórdia de Deus e comprometer-se a ser misericordioso.

Maria de Nazaré, a “ Mãe da Misericórdia “, nos acompanhe, neste Ano Santo, com a doçura do seu olhar, e nos ajude a viver na Alegria e na Misericórdia.

Com minha bênção pastoral “ Por Cristo, com Cristo e em Cristo! “.

† Paulo Romeu Dantas Bastos
Bispo Diocesano

PALAVRA DO BISPO

Dom Walmor