Notícias da Diocese

Cáritas Regional Nordeste 3 realiza planejamento anual

Agentes Cáritas de 17 entidades membro de diversas regiões da Bahia e Sergipe se reuniram em Salvador, de 26 a 28 de fevereiro, para fazer o planejamento de atividades de 2015. O objetivo desse evento foi o de iniciar o processo de avaliação das ações desenvolvidas pela Rede Cáritas do Regional Nordeste 3, organizar o planejamento anual e debater questões que envolvem o enfrentamento de violações e garantia de direitos.
planejamento anual

No primeiro dia foi feita uma reflexão a partir da Campanha da Fraternidade desse ano, cujo tema é “Igreja e Sociedade”. Há uma necessidade de aproximar a Igreja dos pobres na perspectiva da compaixão e da solidariedade, mas também no sentido de uma real identificação entre Igreja e sociedade feita a partir da rede Cáritas, envolvendo seus agentes, famílias e comunidades. O processo de avaliação, que iniciou nesse encontro e seguirá até julho, será feito pela assessora Soraya Tupinambá. A metodologia avaliativa consiste em perceber quais os efeitos e mudanças produzidas a partir da atuação da Cáritas Regional NE3 junto às entidades membro e aos diferentes atores sociais que são impactados pela ação da Cáritas em seus territórios. O apoio financeiro dessa avaliação é feito pela Misereor – organização alemã fundada há 50 anos pela Conferência dos Bispos Católicos da Alemanha.

Outro momento importante do evento foi o debate sobre temáticas relacionadas ao enfrentamento de violações e garantia de direitos. Isaias Filho e Francisco José de Almeida, padres das dioceses de Propriá/SE e Irecê/BA, respectivamente, contribuíram com a reflexão a partir de um texto extraído da fala do Papa Francisco no Encontro Mundial dos Movimentos Populares. Padre Isaias falou do contexto da sociedade atual, visibilizada pelos escândalos de corrupção. Já Francisco fez referencia à carta do papa que aborda sobre o processo de mobilização social, que não deve ser um gesto temporário de mobilização, mas de luta permanente contra as causas da pobreza, olhando as raízes dos problemas.
Luiz Cláudio Mandela, assessor da Cáritas Nacional, contribui com o debate fazendo uma análise de conjuntura. “O capitalismo é o sistema que organiza a sociedade mundial, uma forma que paira no imaginário mais profundo. Se requer grandes esforços de superação desse sistema, responsável pelas diversas crises vivenciadas pela sociedade atual”, afirmou ele.

Os participantes dedicaram o último dia para a organização do planejamento regional anual.Ao final do encontro, todos e todas se comprometeram com o fortalecimento da rede Cáritas e a garantiade desenvolver um trabalho contínuo e de efeito coletivo para 2015. Com informações de Assessoria de Comunicação Cáritas Regional Nordeste 3

Foto: Allan Lustosa

PALAVRA DO BISPO

Dom Walmor